Main menu

Laboratório de Contraponto Improvisado

Laboratório de Contraponto Improvisado

  • Título|Title: Laboratório de Contraponto Improvisado
  • Acrónimo | Acronym: CTP-Lab
  • Programa/Apoio | Program/Support: IDI&CA2020
  • Coordenação | Coordination: Pedro Couto Soares
  • Equipa | Team: Pedro Couto Soares (ESML), Isaac Alonso Molina (Conservatório Real de Haia), José Abreu (Universidade de Coimbra), Maria Bayley (ESML)
  • Estado | Status: Em execução

Sumário:

Este projeto tem como objetivo principal a criação dum laboratório para explorar e refletir sobre a aplicação, no contexto da performance histórica e da pedagogia musical actual, dos métodos descritos em tratados renascentistas ibéricos que abordam o contraponto improvisado, visando a compilação de módulos de aprendizagem em formato multi-media.

Síntese descritiva:

Propomo-nos realizar uma reflexão sobre a aplicação dos conteúdos da teoria musical renascentista na sua vertente eminentemente prática envolvendo os professores e alunos da área de Música Antiga, do curso de Direcção coral/ Formação musical e de Composição da ESML num Laboratório de contraponto improvisado a fim de desenvolver e testar metodologias de ensino, aprendizagem e prática do contraponto improvisado de acordo com as fontes renascentistas. A organização de um conjunto de seminários e workshops com especialistas convidados (Isaac Alonso de Molina do Conservatório de Haia, José Abreu da Universidade de Coimbra) garantirá o enquadramento, o aprofundamento e a partilha de experiências.
Joana Bagulho, ensina baixo contínuo e improvisação na ESML e concluiu em 2019 uma pós-graduação em Polifonia Renascentista na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto onde aprofundou a teoria e a prática musical renascentistas. Lecionando unidades curriculares da área da Música Antiga e do curso de Formação Musical, garantirá a ligação inter-disciplinar entre as duas áreas.
Como especialista convidado, esperamos poder contar com Isaac Alonso de Molina, detentor de uma abrangente formação musical como instrumentista, cantor e maestro, ensina no Real Conservatório da Haia baixo contínuo e contraponto ao teclado, Polifonia Franco-flamenga, leitura e performance directamente de facsimiles dos livros de coro, em colaboração com a Fundação Alamiree “Musica Pratica” - o equivalente a formação musical, mas utilizando recursos históricos, dos sécs. XIV a XVIII. Além disso está a desenvolver uma metodologia integrada para o desenvolvimento das competências musicais históricas, com o objectivo futuro de colocar materiais didácticos numa plataforma online, o Doceamus. O seu perfil enquadra-se assim nos objetivos deste projeto que será produzir e disponibilizar on-line módulos de aprendizagem em diferentes formatos e estimular a inserção da pedagogia renascentista na formação musical contemporânea.

Descrição das actividades:

-O projeto será apresentado no Mundos e Fundos- Mundo Metodológico e Interpretativo dos Fundos Musicais Integrado no CECH- Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra, que ocorre em Novembro.
-Laboratório de contraponto improvisado, para aplicação das instruções de tratados ibéricos dos séculos XVI: Mateus de Aranda (1535), Tomás de Santa Maria (1565) e Vicente Lusitano (1558). Este laboratório com sessões regulares integrará alunos e professores da Escola Superior de Música de Lisboa, mas estará aberto a outros músicos ou estudantes de música.
-Seminários com o Professor Isaac Alonso Molina, professor no Conservatório Real de Haia, presenciais e on-line.
-Workshop com o Professor José Abreu da Universidade de Coimbra sobre a utilização do Canon no ensino da música no renascimento.
-Ciclo de conferências sobre perspetivas da pedagogia histórica.
-Integração no Atelier de Música Antiga da ESML, que deverá ocorrer em Julho de 2021 e destinado a jovens estudantes de música, de um módulo de contraponto improvisado e canones.
-Apresentação do projeto e concerto na Escola Superior de Música.
-Apresentação dos resultados do projeto no Conservatório Real de Haia e na Academia de Polífonia Española, organizada pela Universidad de Alcalá em Pastrana (Guadalajara) em Julho de 2021.
Estas atividades resultarão da articulação entre o trabalho desenvolvido no âmbito dos Ciclos de Estudos leccionados na ESML, e da cooperação com outras instituições, procurando envolver ao máximo alunos e músicos profissionais de diferentes áreas, tendo como pano de fundo a forte dinâmica artística, cultural e de investigação da Escola.

Resultados esperados:

Esperamos contribuir para o desenvolvimento de uma pedagogia do contraponto improvisado, baseada nos métodos históricos e adaptada ao nosso tempo e divulgar esta prática, tanto no âmbito do departamento de música antiga como noutras áreas, facilitando o acesso a recursos pedagógicos.
Registo em vídeo das atividades de forma a permitir elaborar e produzir materiais audiovisuais.
Elaborar módulos de aprendizagem em vários formatos (vídeos, áudios e escritos) testados no laboratório. Publicar estes elementos no site de investigação do CESEM/Pólo do IPL- ESML.

voltar ao topo